Showrooming

Showrooming

Publicado por Estúdio Livre | 10 de janeiro de 2016 | Blog

O número de lojas virtuais não para de crescer no Brasil. Um fenômeno que começou tímido hoje já alcança um faturamento de 9, 75 bilhões apenas nos 3 primeiros meses de 2016, de acordo com dados da E-bit.

Boa parte desse aumento se dá por conta de outro fenômeno que cresce no País, o showrooming.

Você não sabe o que é esse fenômeno? Showrooming é a prática de visitar uma loja física para experimentar e conhecer um produto, mas comprá-lo pela internet.

O que dizem os números

O estudo ClikIQ, realizada com consumidores que adquiriam algum produto online nos últimos 6 meses, revelou que mais de 45% dos compradores realizaram pesquisas nas lojas físicas antes de fechar negócio.

A Oracle também constatou que 75% dos consumidores de loja física preferem comprar no estabelecimento por conseguirem visualizar e experimentar o item desejado. Quando o assunto é a imediatismo, ou seja, receber a mercadoria no ato da compra, só é importante para 44% dos possíveis compradores.

Os números revelam que o ato de experimentar um produto é mais importante do que recebê-lo no mesmo dia. Isso explica o motivo pelo qual o showrooming vem crescendo.

Apesar de não se sentir seguro quanto à qualidade do que está sendo ofertado na internet, os brasileiros já têm segurança em realizar transações pela internet.

Os preços online

Esse fenômeno também ganha combustível por conta dos preços prefixados nas lojas virtuais. Por não possuírem estoque físico, as empresas conseguem repassar valores mais em conta para o consumidor, que aproveita os descontos dados em cima dos praticados em lojas físicas.

Uma pesquisa recente realizada pelo Group M constatou 45% dos consumidores afirmaram que trocariam a loja física por uma compra online se recebessem um desconto de até 2,5%. Se o desconto fosse de 5%, o número de compradores pela internet seria 60% maior. Os números são ainda mais impactantes quando constatado que quase 90% dos consumidores trocariam as lojas convencionais pelas virtuais de conseguissem um desconto de 20%.

Lojas virtuais vendem mais barato por conta do menor contingente de funcionários, espaços para estocagem e também pela ausência de aluguel de lojas ou stand.

Mas se engana quem pensa que os consumidores ganham apenas pelo fato “ver” o produto na loja física e conseguir comprá-lo mais barato na virtual. O fenômeno no showrooming também estimula o monitoramento da concorrência. Essa ação é feita pelas empresas que seguem os preços de suas concorrentes e buscam sempre oferecer o menor valor para atrair mais clientes. Isso também permite que as pessoas consigam realizar uma análise e saibam se a “oferta” ou produto pesquisado está mesmo mais em conta ou se está fora dos valores praticados no mercado.

Dependendo da loja virtual (e até mesmo a física) as empresas também cobrem as ofertas feitas na concorrente e estimulam não apenas a queda de preço, mas a procura por confiança, um dos principais itens nas listas de quem compra online.

O showrooming é um fenômeno que também atinge outros países e que faz com que empresas de todos os setores e tamanho aprendam novas maneiras de conquistar o público.

Comentar

*Por favor, preencha todos os campos corretamente

Conteúdo Relacionado

Publicado por estudiolivre | 15 fevereiro 2016
O conteúdo sempre foi elemento essencial para o marketing. Hoje em dia, em que o marketing surfa nas ondas virtuais do comércio online, o conteúdo também continua…