A evolução das marcas

A evolução das marcas

Publicado por Estúdio Livre | 18 de julho de 2016 | Branding

Empresas investem na sua marca, pois ela garantirá resultados duradouros. É preciso criar relações de valor com o público-alvo, que lhe tragam relevância. E esse é o papel da marca. Ela deve agregar características boas da empresa que serão levadas em consideração dentro do mercado. Além disso, os clientes saberão diferenciar uma empresa da outra quando pensarem nas marcas.

Obviamente, isso não é simples. As organizações enfrentam desafios constantes. Precisam evoluir sempre sem perder a relevância perante o público, disputar com outras empresas sem agir igual a elas e focar no futuro sem abandonar o cliente real. É essencial levar isso em consideração para criar uma marca de valor.

O valor da marca

Há muita confusão, até mesmo entre profissionais da área, sobre os conceitos de marca, comunicação e negócios. As três coisas são essenciais para as empresas e estão interligadas, mas é necessário entender a definição de cada uma.

A marca gira em torno do valor, ou da Proposta de Valor, que uma empresa define para si. Ela é constante, perene e a única mudança que suporta é a evolução. A organização, ao buscar valores para sua marca, deve descobrir o que ela é, o que a faz diferente das demais e o que a torna relevante para as pessoas e o mundo.

O negócio é algo à parte, pois ele enfrenta circunstâncias muito específicas. Sabemos que é impossível prever como estará o nosso negócio daqui a 10, 20 anos. Podem haver crises econômicas que influenciem no seu desempenho ou elevações do consumo no seu segmento. Mas uma coisa deve ser certa: a sua marca deverá sempre evoluir, independentemente dos caminhos percorridos pelo seu negócio. Você fará isso oferecendo produtos que colaborem com a Proposta de Valor da sua marca.

Além de ter as finalidades evidentes, a comunicação da empresa deve servir também como reforço para a marca e o negócio. Se uma empresa apresenta os três fatores com uma forte conexão entre eles, ela não precisará de muito esforço para ser lembrada no mercado. Se sua estratégia é clara, menos dinheiro gastará com propaganda.

A nova era das marcas

O marketing, a princípio, era utilizado para vender um produto da maneira mais eficaz. Para isso, eram utilizadas estratégias que estimulavam todas as áreas do negócio. Essa é considerada a primeira onda das marcas.

A segunda aparece quando as marcas passam a construir um vínculo emocional com o público. Elas apresentaram personalidades, tornando-se um estilo de vida. Entre exemplos notáveis temos Harley-Davidson, Diesel e Coca-Cola.

Mas, agora, adentramos em uma nova era das marcas, a terceira onda. As marcas deram um passo adiante e agora têm mais desafios. As empresas precisam criar um verdadeiro ecossistema de negócio, que impacte positivamente na sociedade. O foco é na Proposta de Valor, na marca como algo que engaje colaboradores, consumidores e investidores para o efeito social.

Os grandes grupos já perceberam que o capitalismo no século XXI será estimulado pela responsabilidade. Muitas empresas que deixam de lado esse fator estão fadadas ao esquecimento. As marcas devem levar em consideração o poder de influência que têm na ação das pessoas e no mundo de modo indireto. Portanto, a Proposta de Valor de uma marca vai além: ela está ligada a uma proposta de mundo.

Conteúdo Relacionado

Publicado por estudiolivre | 15 junho 2016
Ao longo dos anos, com os avanços tecnológicos e mudanças culturais que influenciam toda a forma de pensar e se portar de uma geração, a forma de…